11 outubro 2008

CARTOLA - CAMINHADA DE UM SAMBISTA

Uma pequena homenagem a Cartola, Mestre do Samba que nascia há cem anos.
---------------------------------------------
CAMINHADA DE UM SAMBISTA
Poesia de Pedro Galuchi

Anda,
Vai mostrando o caminho
Samba bom é como vinho
Passa o tempo tem melhor sabor

Canta,
Vai desfiando a sinfonia
Mistura o triste e a alegria
Dizendo coisas ternas do amor

Poeta,
Desfilando pela estrada
O anoitecer vira alvorada
Depende o modo de olhar e ver

Colore
As peripécias desta vida
E pra quem tiver ferida
Leva o sonho, um novo amanhecer

Remenda
E cose um novo tecido
Se o velho estiver puído
Nosso frio vem agasalhar...

Chora,
Merece tantas apoteoses
Ensinaste em pequenas doses
Que o samba não pode parar...
-----------------------------------------------------------

Poesia registrada na EDA.

Um comentário:

Evelyne Furtado disse...

BONITA HOMENAGEM AO COMPOSITOR DE LETRAS SIMPLES E BELISSIMAS. ESTOU ADORANDO A VOLTA DO SAMBA NA MÍDIA.
PARABÉNS , PEDRO.
ABRAÇOS