30 janeiro 2008

BANCOOP - COOPERADOS ATUANTES

Jorginho, hoje é moleza...
Não pise na bola... Eu sei como você fica melindrado... O jogo é no estádio Santa Cruz, mas os adversários não são amiguinhos seus... Fiquei com água até os tornozelos com o banho que o Pedrão deu no Paulinho ontem... Vai imaginando o que é ficar dentro do aquário, de castigo...
Tomei um verdadeiro banho para apoiar o movimento que os cooperados da BANCOOP – Cooperativa Habitacional dos Bancários fizeram ontem no Fórum João Mendes... Apesar do aguaceiro, cerca de 150 vítimas da cooperativa, criada pelo deputado Ricardo Berzoini e presidida pelo suplente de Senador, Sr. João Vaccari, ambos do partido da estrela vermelha e ex-presidentes do sindicato dos bancários, compareceram ao fórum para acompanhar a audiência de “conciliação” que seria realizada...
Há a ameaça de um acordo entre o Ministério Público – do Consumidor -e a BANCOOP, o que no entendimento dos cooperados presentes será prejudicial a todas três mil familias que estão “sem teto”...
E não é o pessoal da estrela vermelha que vive apoiando “sem teto”?
Faça o que falo, mas não faça o que faço... Eu nego...
Apesar dos temores iniciais da segurança, os cooperados, pacificamente, subiram até o andar onde haveria a audiência e lá permaneceram, enquanto os advogados de alguns empreendimentos eram atendidos pelo Juiz...
Como resultado, a ação foi temporariamente suspensa até que os empreendimentos tenham ciência e se manifestem sobre os termos de um eventual acordo...
Cabe lembrar, e dar conhecimento aos que não sabem do que se trata, que a Cooperativa está sendo investigada pelo Ministério Público Criminal, diante da suspeição de má administração do dinheiro quase público dos cooperados...
Os esqueletos de prédios e estacionamentos onde deveria haver prédios demonstram o fato...
Venhamos e convenhamos, os membros desse grupo que está no poder no braziu não é muito exemplar de bom uso do dinheiro público...
A diretoria da cooperativa, que não presta contas desde 2005, está sendo defendida por uma plêiade de advogados de primeira linha, merecedores de altíssimos honorários...
Quem pagará mais esta despesa? De onde sairá o dinheiro, uma vez que a cooperativa diz não ter dinheiro para construir os empreendimentos já quitados...
Do bolso do cooperado que só queria ter uma casa para se proteger da chuva...
Água, cartões corporativos, eis que surge como suspeito de uso indevido dos cartões o ministro da Pesca, é lógico...
Será que um dia vamos finalmente pescar os “peixões” do aquário do desgoverno que atingiu o “braziu varaemnós”?...
Aquário lembra alguma coisa, hein, Jorginho?...

2 comentários:

Anônimo disse...

Eu fui até lá(j.mendes)e só tinha 37 pessoas ?150 é superfaturamento...

Patriarca disse...

O colega anonimo deve ter ido no dia errado... Ou ficado na Praça embaixo do dilúvio...
Parte dos mais de 150 cooperados lotaram tranquilamente o saguão dos elevadores proximo à sala de audiência, enquanto outros ficaram no térreo...
Ou então era espião infiltrado querendo lançar contra informações e gerar confusões...