22 março 2008

ROUBANDO CEMITÉRIOS E MALHANDO JUDAS


Estou indignado...
A incompetência dos administradores dos cemitérios públicos facilita o furto de estátuas, vasos, bronze dos jazigos...
Será que têm medo de fantasmas e deixam de rondar pelas ruas, fazendo o que deveriam fazer?...
Ou seja, vigiar para que não ocorram tais vilipêndios...
Há tempos atrás foi moda entre os larápios arrombarem sepulturas, quebrarem os caixões e roubarem dentaduras, dentes de ouro, alianças dos cadáveres...
Eu tive que mandar exumar corpos de familiares que tiveram seus restos mortais despojados...
Mais que esse acinte é a dilapidação das obras de arte existentes nos cemitérios São Paulo, do Araçá, da Consolação em São Paulo e, especificamente, ontem em Araraquara...
Estátuas representando os mais diversos símbolos e homenageando pessoas e famílias são quebradas por esses animais meio humanóides, famintos ou não, para venderem seu bronze a preço vil...
Recentemente, um figurão estilista de moda foi pego com a boca, ou as mãos, na botija, furtando um vaso de flores do cemitério da Consolação...
Se for punido, passará despercebido...
No braziu rouba-se de tudo...
Fios elétricos, cabos telefônicos, orelhões...
Estou falando apenas dos roubos visíveis...
Como estamos em época pascal, acho que deveríamos reativar a “malhação de Judas”, tão costumeira nos antigos sábados de aleluia...
Lembram quando tinha o baile de aleluia?
Coitado do Iscariotes...
Era um “rebelde terrorista” que queria libertar a Judéia do jugo romano...
Apenas isso...
Vivesse nos tempos atuais, seria anistiado e poderia virar governo...
Foi impulsivo ao se enforcar...
Abandonou a luta...
Jesus o perdoou...
Por que malhá-lo...
Sugiro que malhemos os ladrões de sepultura...
Batendo neles com o bronze que roubaram...
Sem simbolismo...
Poderíamos malhar também os comunistas que estão malhando os tibetanos...
E todos os governantes do braziu que malham a classe média com os impostos a vida inteira...
E eu é que sou chamado de pecador, apenas por fazer churrasco na Sexta Feira da Paixão...
Vou parar... Acalmar minha revolta...
Comer um pouco do chocolate do ovo de Páscoa que eu já abri...
Não ganhei, não... Comprei na gôndola de liquidação de ovos quebrados...

Um comentário:

Evelyne Furtado disse...

E eu pensei em escrever sobre Judas hoje. Talvez aninda escreva. Gostei da irreverência do seu texto,
Abraços.