04 abril 2010

PULSEIRAS SEXUAIS – UMA BOA IDÉIA

Caracas!
Não! Caracas, não...
Dá censura e não quero morrer trancado a sete Chávez, fazendo greve de fome...
Sou do tempo da Cuba Libre...
Esses modernismos!
Estou mais por fora que umbigo de vedete.
Mais perdido que cachorro que cai de mudança.
Ou que cego em tiroteio?
Sei lá!
Pensar que as feministas rasgavam apenas os sutiãs!
Sinal dos tempos...
Diria vovó: “Final dos tempos!”.
Não coloco mais coleira colorida na minha cadela.
Vai que aparece algum tarado.
Cachorro, não! Eles só enxergam em preto e branco.
Não se pode usar nem tirinha do Bonfim colorida?
Mas, pensando bem essa história de pulseirinhas coloridas poderia ser usada para identificar os políticos brasileiros.
Amarelo - Esconde dinheiro no Japão ou em qualquer outra ilha.
Roxo – Comete pedofilia.
Verde – Desmata.
Vermelho – Manda matar adversários, queima de arquivo, et coetera.
Azul – Tem empresa que polui os rios.
Branco – Crimes do colarinho branco.
Preto – Escraviza trabalhadores em rincões pelo Norte, Nordeste.
Laranja – Usa terceiros para encobrir crimes.
Cor de rosa – Vale-se de Organizações Não Governamentais.
Dourada –

Dentro da tradicional interatividade, aceita-se sugestões, mas quem leva ferro no fim é sempre brazilian people...

Ai! Meu São Jorge!
Antes fosse tudo preto no branco...

3 comentários:

Anônimo disse...

Não é só vc. que está por fora!!!
Vc. não colocou a definição de dourado!!!
Abraço.

Pedro Galuchi disse...

Oh! cumpade (ou cumade)...
No dourado era para usar a interatividade...

Cristina Figueira disse...

Texto criativo e inteligente!
Dourada para os aliciadores, os q vivem de propinas, licitações irregulares, etc e tal.
Bj na alma,Cris*